Consulta PIS → Como Consultar o Maior Integrador dos Trabalhadores

O PIS faz parte de um plano de benefícios criado pelo governo federal para todos os trabalhadores do setor público e privado.

A sigla PIS tem como significado Programa de Integração Social, e o objetivo principal é promover a integração dos trabalhadores na vida e no desenvolvimento das empresas.

Esse programa apresenta uma melhor distribuição de renda por meio de benefícios como Abono Salario e o Seguro Desemprego.

O cadastramento do PIS é na admissão do primeiro emprego e ele pode ser feito em qualquer agência da Caixa Econômica Federal.

Após esse cadastramento a pessoa estará apta a receber o FGTS e também o seu seguro-desemprego (caso ela se encontre nas condições adequadas para o recebimento deste benefício).

Comumente, nós também vemos o PIS relacionado com o PASEP. O PASEP tem a mesma função do PIS, no entanto, sua iniciativa é pública e o seu cadastro se dá no Banco do Brasil.

 

Todavia, ambos os benefícios funcionam basicamente da mesma maneira e possuem como principal objetivo melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores promovendo uma melhor distribuição de renda.

Todas as pessoas possuem direito a esse benefício e não há qualquer restrição para ter o seu cadastro feito, tanto do PIS quanto do PASEP. Essa iniciativa garante uma uniformidade em relação aos benefícios que são distribuídos para a sociedade como um todo.

Graças a esses benefícios, hoje a grande maioria do povo brasileiro se encontra amparado com sistemas assistencialistas que garantem com que a pessoa consiga lidar com momentos de dificuldades como no caso de um desemprego ou qualquer outra situação mais agravante.

Nesse texto nós vamos ensinar abordar como você pode fazer a Consulta PIS e também nós vamos abordar o significado do PIS/PASEP. Em todos os casos, a Consulta PIS 2016 é bem simples de ser feita.

O Que é o PIS/PASEP?

O PIS/PASEP são programas de benefícios do governo. O PIS é direcionado as pessoas que trabalham na iniciativa privada e o PASEP é direcionado para as pessoas que estão na iniciativa pública.

O PIS tem como significado Programa de Integração Social e o PASEP tem como significado Programa de Formação de Patrimônio do Servidor Público.

Todas as contribuições feitas em ambos os casos são feitas pelas empresas (privadas ou pública) em que o cidadão está fazendo parte do quadro de funcionários.

Esses benefícios regem o FGTS e o Seguro Desemprego, e são fundamentais para toda a integração social dos trabalhadores e das empresas que no geral, fazem parte do programa desse programa nacional.

Somente lembrando que as pessoas que são fazem parte da iniciativa privada, e não possuem PIS, elas devem ir até uma agência do Caixa para fazer o seu cadastramento do PIS.

Como Fazer a Consulta?

A consulta no geral é bem rápida e fácil de fazer. Existem várias maneiras de fazer essa consulta e uma das maneiras mais utilizadas é a consulta online.

Todavia, ainda existem outras maneiras que também serão abordadas a seguir.

[name nome=pisonline]PIS Online

 

A consulta do PIS online é extremamente fácil de ser feita. Você pode fazer a qualquer momento e em qualquer dispositivo, o único requisito que você precisa ter é o acesso a internet.

A consulta é feita no site da própria Caixa Econômica Federal, e você precisa ter em mãos o “nis” (que é o número do PIS/PASEP) e a senha internet.

Caso você não tenha cadastrado uma senha, você precisa clicar no botão do site “cadastrar senha” e em seguida fazer todo o procedimento que estará exemplificado na página do site.

Em caso do esquecimento da senha, clique em “esqueci senha” para poder receber a sua senha de volta, e em caso de troca de senha, basta clicar no botão “trocar senha” e realizar todo o procedimento.

O site da consulta é o a seguir – https://sisgr.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01 .

Clicando nesse site, você estará automaticamente sendo direcionado para o site da Caixa Econômica Federal para fazer a Consulta do PIS de maneira Online.

Pelo Telefone

Outra opção de consulta do PIS é a consulta por telefone. Você pode entrar em contato com a central de atendimento do cidadão caixa, desde que você esteja dentro do horário de funcionamento.

A ligação é gratuita e você pode ligar tanto de um telefone fixo (convencional) ou por um telefone celular de qualquer operadora.

O número até o momento dessa postagem é o número 0800 726 0207.

Algumas pessoas costumam ter algum problema durante esse atendimento, e caso sua ligação caia ou você não consiga fazer o atendimento por completo é importante insistir na ligação.

Apesar desse problema, a maioria das pessoas consegue utilizar esse serviço sem maiores problemas.

Pelas Agências da Caixa Econômica Federal

A terceira opção que você tem para fazer a consulta do PIS é se direcionar até uma agência da Caixa Econômica (as loterias também funcionam para essa consulta, tendo em vista que elas funcionam com o mesmo sistema geral da Caixa).

Para fazer a consulta em uma agência basta que você tenha o número de identificação social (o NIS que é o número do PIS/PASEP) e um documento de identificação como identidade, carteira de habilitação nacional ou carteira de trabalho.

Essa consulta normalmente é feita bem rápida, mas tem como ponto negativo as longas filas que podem ser encontradas nas várias agencias espalhadas em todo o território nacional.

Como Saber o Número do Meu PIS?

Muitas pessoas tem dúvida em saber qual é o número do PIS (que também é referido como NIS – número de identificação do trabalhador).

Para saber esse número você tem basicamente duas opções: uma é procurando por ele na sua carteira de trabalho e a outra é fazendo essa consulta pela internet.

Logo em seguida nós vamos abordar ambas as alternativas que você tem para fazer a consulta do PIS.

Outra alternativa que você tem, é a consulta do PIS pelo seu CPF. Porém, essa consulta também é feita online e o procedimento é praticamente idêntico da consulta feita pela internet.

Nesse caso, fica a seu critério a escolha da opção de consulta do PIS.

Na Carteira de Trabalho

Na carteira de trabalho o número de identificação fica logo na primeira página e em negrito. Nas carteiras de trabalho mais antigas esse número se encontra na última página.

O número total possui cerca de 11 dígitos (em alguns casos esse número pode ter 10 dígitos).

Consultando o Número do PIS Online

A consulta online nesse caso é ligeiramente mais trabalhosa que a simples procura do número na sua carteira de trabalho.

No entanto a consulta é gratuita e pode ser feita de qualquer local e em qualquer dispositivo desde que se tenha uma conexão com a internet.

Para efetuar essa consulta, você precisa em primeiro lugar entrar no site do DATAPREV, e ter em mãos seus dados pessoais como: Nome completo, data de nascimento, nome completo da mãe, número do CPF e um documento de identificação (identidade, CNH ou carteira de trabalho).

Para fazer a consulta, entre no site da DATAPREV.

Pelo CPF

Outra maneira de você consultar o número do seu PIS é pelo seu CPF. Apesar dessa alternativa ser menos conhecida, ela é muito utilizada.

O procedimento é o idêntico ao anterior e tudo o que você precisa fazer é entrar no site da DATAPREV e fazer todo o procedimento de consulta.

Lembrando que além do CPF que é obrigatório, você ainda irá precisar de algum documento de identificação como a carteira de identidade com o seu número do Registro Geral (RG).

Perguntas Frequentes

Por se tratar de um procedimento ligeiramente complicado e relacionado a benefícios sociais, muitas pessoas passam a ter dúvidas.

Para tentar elucidar um pouco melhor as dúvidas mais comuns que as pessoas tem relacionadas à consulta do PIS, nessa parte do texto nós vamos tentar responder as duvidas mais comuns que você pode ter.

Não Tenho PIS. O Que eu Faço?

O PIS antigamente era feito pela empresa contratante há alguns anos atrás. Atualmente a pessoa contratada deve se dirigir até uma agência da caixa e fazer o seu cadastramento do PIS.

Durante esse cadastramento é importante ter em mãos alguns documentos importantes como a carteira de trabalho, a carteira de identidade, e o CPF.

Esse procedimento é ligeiramente rápido e depois desse cadastramento você terá o número do PIS para que a empresa possa começar a contribuir com os benefícios que hoje são lei e são obrigatórios.

Essa dúvida de consulta do PIS é muito comum, e é uma das mais fáceis de solucionar. Caso você ainda tenha dúvidas quanto ao cadastramento, vá primeiramente em uma agência da CAIXA e tire todas as suas dúvidas.

Lembrando que o PIS é referente às pessoas que estão atualmente trabalhando em uma empresa privada. Portanto, o cadastro só pode ser feito na Caixa Econômica Federal.

Pessoas que estão trabalhando em empresas públicas possuem o PASEP, e o cadastramento deve ser feito de uma forma bem semelhante no Banco do Brasil.

Não existe a possibilidade do cadastramento do PASEP ser feito na Caixa, e não existe a possibilidade do PIS ser cadastrado no Banco do Brasil.

Cadastrei Meu PIS, o Que eu Faço Agora?

Após o cadastramento do PIS você não precisa fazer mais nada. A partir desse momento, a empresa fará contribuições mensais em seu nome.

Caso você queira verificar ou fazer a consulta do PIS, basta que você utilize algumas das alternativas que foram descritas nesse artigo. Uma delas é a consulta na agência da própria caixa econômica federal.

A única coisa que você talvez precise fazer após o cadastramento do PIS é entregar esse número ao responsável da sua empresa, para que a empresa possa fazer a contribuição.

Como eu Posso Sacar os Valores do Meu PIS?

Essa informação quase sempre é individual porque depende de vários fatores. A melhor alternativa que você tem nesse caso é se dirigir a uma agência da caixa para se informar melhor sobre o saque do seu beneficio.

Na grande maioria dos casos o saque pode ser feito em qualquer momento, desde que você esteja dentro da legislação vigente.

No entanto, é importante que você se dirija a uma agência para conseguir realmente tirar todas as suas dúvidas de maneira assertiva.

O Que é NIS? Esse Número é o Mesmo Que o Meu PIS?

O NIS é o Número de Identificação Social. Esse é o número que é cadastrado no seu primeiro emprego.

O PIS e o PASEP são o nome dos programas governamentais, e não são de fato o número de cadastramento. Portanto o NIS é o seu número do PIS/PASEP.

Lembrando apenas que o PIS é somente para a iniciativa privada, e se o seu primeiro emprego for em alguma empresa privada (empresa que não é do governo) você deve se dirigir a uma agência da Caixa Econômica Federal.

Se o seu caso de primeiro emprego for em uma empresa pública você deve automaticamente se dirigir em uma agência do Banco do Brasil para efetuar o seu cadastro.

Lembrando que o PIS tem como significado Programa de Integração Social, e o PASEP tem como significado Programa de Formação de Patrimônio do Servidor Público.

Após esse cadastramento você estará apto a receber os seus benefícios como abono salarial, FGTS e seguro desemprego.

Esses programas no geral visam diminuir as diferenças sociais entre as classes que recebem até dois salários.

Eu Preciso Acompanhar o Meu PIS?

Em tese não há a necessidade. Mas caso você decida acompanhar a situação do seu PIS (ou PASEP) você pode fazer a consulta do PIS como foi mencionada nesse texto.

Basta que você efetue todo o procedimento descrito aqui no site de caixa econômica federal, e então tenha acesso ao saldo descrito.

A maneira como você vai acompanhar é completamente individual, você pode acompanhar de mês a mês, a cada dois meses ou a cada três meses.

Algumas pessoas só fazem a consulta do PIS duas vezes por ano.

O Que é o Abono Salarial? Como Saber se eu Tenho Direito?

 

O abono salarial é um dos motivos que fez o PIS se tornar “famoso”. Em suma, o abono salarial é um dos benefícios trabalhistas mais importantes do país.

Esse abono salarial é uma espécie de “décimo quarto” salário, e tem a função de ajudar os brasileiros que recebem até dois salários mínimos conseguirem ter acesso a bens ou a qualquer outra necessidade que ele venha a ter.

Esse abono salarial é uma das medidas do governo para tentar diminuir a diferença social que sempre foi assustadoramente grande no país.

Para receber o abono salarial a pessoa precisa de basicamente três requisitos básicos:

  • O primeiro é ter trabalhado com carteira assinada no ano anterior por mais de 30 dias. Esses dias não precisam ser consecutivos, podem ser em empregos diferentes;
  • O funcionário que recebe mais do que dois salários mínimos não tem direito ao abono salarial;
  • O trabalhador precisa estar escrito no PIS a mais de 5 anos.

Além desses três requisitos, o cidadão precisa ficar atento à consulta do PIS nesse caso. O abono salarial é anual, e em só pode ser sacado durante o prazo determinado pelo governo.

Todo ano sai uma tabela especifica com as datas de abertura e encerramento do benefício.

Caso a pessoa não faça o saque do abono salarial, ela perde automaticamente esse direito e o dinheiro volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (o famoso FAT).

Portanto, caso você tenha real interesse em sacar esse dinheiro verifique se você está dentro dos requisitos básicos e também verifique o saldo do seu PIS.

No geral o valor do abono salarial não costuma exceder os 900 reais.

Em vários casos os brasileiros não estão cientes do abono e acabam deixando essa oportunidade passar, e caso isso tenha acontecido com você, somente no ano seguinte você terá a possibilidade de poder efetuar o saque do Abono salarial.

Outro ponto importante, é que o saque é feito em alguma agência da Caixa Econômica Federal, e normalmente não pode ser feito em nenhum outro banco.

Em caso das pessoas que trabalhem em empresas públicas o saque deverá ser feito obrigatoriamente no Banco do Brasil.

Em caso de dúvidas é importante ir na sua agência especifica e realmente tirar todas as duvidas referentes o seu abono salarial. Faça uma consulta do PIS (ou do PASEP) e se mantenha sempre atento a essas pequenas circunstancias especificas em que você pode receber esse auxilio do governo.

Em muitos casos, não há o menor problema ou burocracia para que você faça o saque do seu abono salarial.